Budismo - Sangha Online
DÚVIDAS SOBRE O BUDISMO?

Registre-se e nos envie sua pergunta que talvez possamos ajuda-lo, independente de sua religião!
Todos são bem-vindos para dialogarem e pesquisarem aspectos do Budismo. Registrando-se você poderá enviar suas dúvidas particularmente à Administração ou à Comunidade, como exemplos:

No Budismo não podemos ter desejos?
Como o Buddha comia carne? E o vegetarianismo?
O Nirvana é o vazio? É eterno e é uma extinção do ser?
O que significa não-eu? O Budismo é niilista?
O que é prazer no Budismo? E paz interior?
Budismo crê em Devas, logo ele é Politeísta?
No Budismo nos isolamos? Como se relacionar com pessoas?
Como meditar? Budismo crê em super-poderes?!
Posso praticar sem crer no renascimento?
Budismo é religião ou filosofia? Por que há tanta idolatria?


Dialogue sobre essas e outras questões aqui.


Comunidade dedicada a simpatizantes e seguidores (de todas as escolas) do Budismo, visando à pesquisa e ao diálogo. Participe!
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Se você já se registrou, apresente-se aqui e tire suas dúvidas sobre Budismo!
Registre-se para expor seus pontos de vista - isso independe de sua religião!
Bem-vindo
Bem-vindo ao Fórum Sangha Online!

Registre-se para dialogar com outras pessoas interessadas no Budismo e para ter acesso a todo o conteúdo para pesquisa sobre o mesmo.

Qualquer dúvida, ficaremos felizes em ajudar!
Últimos assuntos
» Novo por aqui!
por  Bruno Kyber
Qua 13 Set 2017 - 12:11

» Professores leigos
por  Ed
Ter 5 Set 2017 - 19:32

» Grupo, sobre Budismo, no Whatsapp
por  Pedro
Seg 4 Set 2017 - 21:51

» Apresentação
por  Administrador
Dom 13 Ago 2017 - 19:26

» O Samsara
por  Erick
Qua 28 Jun 2017 - 12:46

» A Meditação e o Mosquito: Uma Reflexão Sobre Concentração e Virtude
por  Erick
Qua 28 Jun 2017 - 12:41

» A descrição de Arahants e Ariyas para Nirvana
por  Administrador
Dom 11 Jun 2017 - 8:07

» Bom dia - pergunta
por  Erick
Qui 1 Jun 2017 - 8:25

» Oferendas
por  Administrador
Sab 13 Maio 2017 - 13:54

» Meditação altera genes
por  Administrador
Sab 13 Maio 2017 - 13:16

Geral
Quem somos
Regras Gerais
Apresente-se
Precisa de ajuda?
Por que Sangha Online?
O Básico do Budismo
Introdução ao Budismo
A Vida de Buda
Tire suas Dúvidas!
O que o Budismo não é
Como meditar
5 Preceitos para Virtude
Meditação altera genes
Dúvidas Frequentes
Budismo é religião?
Budismo é ateísta?
Como virar budista?
O que é Fé no Budismo?
Preciso ser vegetariano?
O que significa o Lótus?
Votação
Atualmente, qual preceito você tem mais dificuldade para manter?

 
Abstenção de matar intencionalmente.

 
Abstenção de tomar o que não foi dado (roubar).

 
Abstenção de conduta sexual imprópria.

 
Abstenção de linguagem incorreta.

 
Abstenção de tomar álcool e outros embriagantes.
Exibir resultados
Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum






Compartilhe | .
 

 Apresentação - Paulo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Paulo Campos

Discípulos
avatar

Masculino
Local : SP
Define-se budista? : Não
Mensagens : 2

Mensagem Sab 23 Nov 2013 - 10:05

Olá, 
Sou Paulo, sou iniciante na meditação e estou em busca de conhecimentos referente.
E também em busca de informações referente ao tempo Quan Inn Parelheiros (ele fica próximo a minha casa), não sei se ele se refere a mesma doutrina, mas minhas buscas chegaram até aqui.

Obrigado!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Administrador

Admin
avatar

Masculino
Local : SP
Define-se budista? : Sim
Mensagens : 473

Mensagem Dom 24 Nov 2013 - 8:43

Olá Paulo Campos, seja bem-vindo ao Fórum Sangha Online Bem-vindo! 

Espero que possamos ajuda-lo na sua meditação, conte também suas experiências para nós! Acredito no potencial de todos de compartilhar conhecimentos e habilidades!

Nunca ouvi falar desse templo que você falou. Fui pesquisar e conferi que ele é baseado no Budismo Chinês, ou seja, o Budismo Chan (que deu origem ao Budismo Zen). Eu vi isso aqui: Templo Quan Inn. Espero que ajude, agora não sei se alguém aqui conhece o templo.

Enfim, bem-vindo! Grato
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://sangha-online.forumeiros.com
Convidado

avatar


Mensagem Seg 25 Nov 2013 - 11:41

Olá Paulo, muito bem vindo!

No budismo chines você vera uma forte influencia do Taoismo, algo mais focado para espiritualidade integrada a natureza, é um caminho um pouco diferente das escolas budistas tradicionais, particularmente acho muito bonita essa integração do budismo chines que originou o budismo Zen como o administrador mencionou.

Muito obrigado por compartilhar conosco a existência do templo, pretendo conhece-lo em breve Piscadela
Voltar ao Topo Ir em baixo
Paulo Campos

Discípulos
avatar

Masculino
Local : SP
Define-se budista? : Não
Mensagens : 2

Mensagem Seg 25 Nov 2013 - 16:36

Obrigado a atenção de vocês!
Estou para ir visitar o templo, neste domingo que passou não fui, devido a forte chuva, mas pretendo ir em breve, pois sou muito leigo no assunto.
Estou me aprofundado em buscas sobre o budismo, e tentado busca uma melhor concentração para prática de meditação, por meio de meus estudos.
Mas mesmo assim ainda não consigo acalmar minha mente por longo período... já tentei focar na respiração e no som do computador tocando alguns mantras, vocês tem algumas dicas q ajuda?
Mais uma vez muito obrigado!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Administrador

Admin
avatar

Masculino
Local : SP
Define-se budista? : Sim
Mensagens : 473

Mensagem Seg 25 Nov 2013 - 18:56

Contem sobre o templo depois para nós, Eduardo e Paulo! lol 
Paulo, primeiro aconselho a ver 3 vídeos disponibilizados no Fórum sobre Meditação: Introdução à Meditação.
Não precisa ver o tópico do Gunaratana falando sobre Jhana, não te será útil agora. Veja os outros três, especialmente o símile do copo e da mente, porque o que o Ajahn Brahm mostra nesse símile é importantíssimo! O que ele mostra? Se você tentar silenciar sua mente tentando concentrá-la com força, ela não irá silenciar. Se você quiser que ela fique em silêncio ela já não vai ficar em silêncio justamente devido ao seu "querer" - porque o "querer" já agita a mente! Essa é uma coisa muito sutil que nós só entendemos pela experiência.
No vídeo o Ajahn Brahm diz que não devemos segurar o copo com um líquido até que ele pare, porque isso não vai acontecer. Devemos largar o copo e deixar o líquido parar sozinho - isso significa que não devemos tentar acalmar a mente, devemos apenas focar na atividade sem tentar demais. Se você está fazendo a meditação da respiração, largue a ideia "Estou fazendo meditação da respiração para silenciar", apenas pense "Estou fazendo meditação da respiração". Tente praticar a sutil distinção entre fazer algo por tarefa e fazer algo simplesmente por fazer. Isso é muito importante. Se você encarar a meditação como uma tarefa para silenciar a mente, você não vai conseguir. Aprenda a ver e a tornar a meditação algo divertido, e assim sua mente silenciará sozinha.
Usando o símile do copo e um símile de Ajahn Chah (grande mestre de meditação da Tailândia do século XX), eu gosto de dizer que é como se durante toda a nossa vida nós tivéssemos carregado um copo com água e óleo. Água é a mente, óleo são os pensamentos. Nós passamos a vida misturando essas duas substâncias, de tal forma que elas nunca foram separadas. Então ouvimos falar que separá-las é possível e que isso é muito bom, então nós vamos tentar. Como fazemos? Tiramos a colher e deixamos a mistura silenciar sozinha! Só que algumas pessoas começam a perceber a água e o óleo se separando e metem a colher ali tentando adiantar essa separação entre a mente e os pensamentos, e acabam apenas agitando ainda mais a mistura. Então, o que você tem de fazer é abandonar a colher e só observar - esse é o ponto difícil, tornar esse "observar", esse "simplesmente estar" algo "mais atrativo do que a colher" rs. Para isso nós pegamos um foco de meditação como apoio, mas temos que encontrar prazer em estar nesse foco, e não pensar "estou nesse foco para silenciar". Apenas esteja no foco, deixe seus objetivos de lado! Caso contrário você ficará observando a mistura de água e óleo pensando "Estou observando para essa mistura se aquietar", e quando isso começar a acontecer você irá lá e meterá a colher - não é isso. Tenha prazer em apenas observar, seja paciente e deixe tudo acontecer por si mesmo.
É necessária muita paciência. Mesmo quando ocorre o prazer meditativo inicial, geralmente ainda há pensamentos - então, não se exija demais. Aprenda também a estar com a meditação independente de como sua mente estiver. Ela está quieta? Ótimo! Ela está falante? Ótimo também. Não importa se água e óleo já estão separados ou se estão se acalmando ainda, seu único papel é observar a mistura.
Agora, quanto ao objeto de apoio para a meditação. Eu tenho dois conselhos para qualquer um que é iniciante na meditação:
- Antes de começar a usar um objeto como a Respiração, faça práticas PREPARATÓRIAS
- Evite usar mantras musicais
Eu aconselho a você deixar os mantras do computador um pouco de lado. São prazerosos e ajudam sim, mas você precisa aprender a se voltar para seu interior e a aprender a gostar de estar consigo mesmo. A sua mente é como uma criança - quando nós vamos conversar com uma criança com a qual não nos demos bem por muito tempo, como um filho, ela no começo fica chorando e esperneando, mas se soubermos equilibrar paciência e firmeza com carinho ela começará a desabafar conosco. Aqueles pais que fazem uso de biscoitos ou outros meios de acalmar suas crianças criam dependências emocionais - então, não faça da sua paz interior dependente de músicas. Aprenda a encontrar isso em si mesmo.
O outro ponto é que para aqueles que têm dificuldade com a Meditação da Respiração, é melhor fazer uma prática preparatória antes. As duas que eu acho melhores são: Método da Contagem/ Método do Mantra (só que mantra recitado na mente, sem falar ou ouvir de fora).
O método da contagem você verá no vídeo que eu te passei. Esse método vai junto com a respiração. Quando inspirar, conte "um". Expirou - "um". Inspirou - "dois". Expirou - "dois". Inspirou - "três". Expirou - "por que me disseram aquilo?". Inspirou - "eu devia ter dito isso! Espere... Eu perdi a atenção!", nesse momento em que você se distrair com pensamentos, não se condene! Simplesmente volte a contar desde o início e mentalmente: "um" - "um" - "dois" - "dois" - "três" - "três" - "quatro" - "quatro". Define uma marca, como exemplo "cinco". Quando se distrair, simplesmente volte a contar as respirações desde o começo. Quando você chegar a cinco, saberá que avançou um pouco. Quando isso acontecer, volte para "um". Se você passar e ir para o seis, sete, e "sabe-se lá aonde", você sabe que se distraiu de novo. Mas a meditação nunca é um avanço contínuo, são altos e baixos sempre se rezando. Esse é um bom método, e é importante que você nunca fique nervoso porque se distraiu. Já assistiu Supernanny? rs Quando a criança sai do "canto da disciplina", você simplesmente a devolve no lugar, sem dizer uma palavra, sem xingar, sem gritar, sem ficar nervoso. Você a devolve ao lugar com paciência. Além disso, o faz com firmeza mas também por amor, porque você quer o bem da criança. Então, você tem que saber ser assim: firme, mas gentil. Eduque sua Atenção Plena com paciência, mas também seja gentil com ela e deixe-a melhorar a seu próprio tempo.
Treinar a Atenção Plena é como cuidar de uma planta. Seu único papel é plantar a semente em condições adequadas e regá-la - é só isso. A semente brota de acordo com o seu próprio ritmo. Não vá puxar o broto para cima! Seu único papel é regar a plantar e deixar que ela cresça a seu próprio tempo. Da mesma maneira, apenas foque na contagem, no mantra ou na respiração e deixe a mente silenciar a seu próprio tempo.
O método do mantra mental pode ou não pode se utilizar da respiração - faça o que achar mais confortável (você pode dar atenção só ao mantra ou perceber a respiração enquanto recita o mantra em sua mente). Você simplesmente escolhe um mantra, uma frase ou poucas palavras, e as repete mentalmente. Alguns mantras são: "Om" (o famoso "Ommmmmmmmm" rs), "Buddho", "Namo Buddhaya" e "Om mani padme hum".
O mantra "Buddho" foi usado por grandes mestres iluminados geralmente acompanhado da respiração. Quando inspirar, mentalize "Bud" (é um "Bu" com um leve som de "ud" no final), quando expirar mentaliza "dho". Inspirou - "Bud"; expirou - "dho". Se distraiu? Coloque sua mente no lugar com paciência e carinho.
Se você usar o "Om", prolongue-o o quanto puder sem exigir muito das suas cordas vocais. Outra coisa, dê espaço entre um mantra e outro: "Ooommmmmmmm............Ooommmmmmmm", não vá falando: "Ooommmmmmm, Ooommmmmmmm, Ooommmmmm", dê um pequeno espaço para o silêncio frutificar.
O espaço é algo importante num mantra. O que você está fazendo é uma substituição - você está trocando seus pensamentos por um mantra. Você recita o mantra e para um pouco - silêncio. Como sua mente não aguenta o silêncio muito tempo, você repete de novo - silêncio. Deixa o silêncio crescer um pouco, e repete de novo - silêncio. A mente se acostuma ao silêncio, mas logo começa a se distrair - repita o mantra de novo: silêncio.
Então, se você pegar o "Namo Buddhaya", que eu acho muito bom, recite-o sílaba por sílaba deixando espaços. "Na...... mo...... Bud...... dha...... ya...... Na...... mo...... Bud.......", deixe a mente aprender a se acostumar com o silêncio nos espaços entre as sílabas. Você pensa, a mente fica focada. Então, você pensa só mais uma sílaba e solta - silêncio. A mente começa a se agitar, mas antes você já pensa a outra sílaba e solta. Isso ajuda a mente a aprender o valor do silêncio.
Se você usar esse mantra, adapte-o a duração dos espaços de acordo com a sua mente. Se ela é muito agitada, deixe espaços menores: "Na.. mo.. Bud.. dha.. ya.. Na.. mo.. Bud.. dha.."; se sua mente se acalmou um pouco, vá exigindo um pouco mais dela: "Na.... mo.... Bud.... dha....". Quando quiser, arrisque a meditação da respiração sem o mantra.
Seja paciente. Não é porque você teve uma experiência maravilhosa de êxtase que já pode avançar para uma meditação sem mantra. Seja paciente! Buddha disse que se alguém entra no Primeiro Jhana (meditação profunda) e já quer ir para o Segundo, essa pessoa só vai tropeçar e atrasar seu processo. Seja paciente e se familiarize com o estágio de meditação que você está trabalhando. Deixe sua mente ficar em silêncio sozinha. Seja firme e ao mesmo tempo gentil com a Atenção Plena, colocando-a no lugar com calma, sem reclamar.
Tente tornar meditação algo atraente, algo que não é uma tarefa maçante. Esta lição é importante: somente uma mente alegre e leve se unifica na meditação. Antes de meditar, pense em algo que te deixa feliz, como exemplo. Depois, pense com carinho: "Este é o momento para meditar. É um momento dedicado a mim mesmo, e o aproveitarei com carinho, independente de como minha mente estiver.", crie um sentimento de gentileza e paciência sincero e comece a meditar com esse sentimento. Quando terminar, agradeça, independente se ela foi boa ou ruim - porque onde há o bom, há o ruim; onde há o grande, há o pequeno - se você quiser só um lado e não o outro, isso te trará sofrimento. Isso é ensinamento do Buddha!
Seu dia a dia interfere na sua meditação, assim como a meditação interfere no dia a dia. Aqui entram conselhos simples:
- evite meditar depois de uma refeição (quando eu tento isso meu corpo começa a cair e eu quase adormeço)
- tente simplificar sua vida, não seja tão distraído
- abandone vícios e obsessões: não fique muito tempo em frente a TV, não coma demais, tenha uma vida leve e equilibrada
- evite alimentar raiva das pessoas
- aprenda a ser sério e flexível nos momentos certos: saiba ser sério nos momentos certos, mas também não leve a vida muito a sério
Essas são algumas dicas. Espero que lhe sejam úteis. Fique por alguns meses (conselho) com um estágio preparatório como método da contagem ou mantra. Lembre-se - não é você quem silencia a mente! Você apenas rega a planta, mas quem cresce é ela, não é você que "faz ela crescer". Você apenas garante as condições e ela cresce. Então, apenas aprenda a estar com a respiração ou um mantra com leveza e alegria. Sempre que distrair volte a simplesmente estar, simplesmente observar. Apenas garanta essa condição, não fique perguntando quando a semente vai florescer. Apenas garanta as condições e o silêncio chegará sorrateiramente.
Vá contando como tem ido sua prática para nós! Esses conselhos são de ajuda? Qualquer dúvida... Reverência 
Os ensinamentos de Ajahn Brahmavamso me foram muito úteis. Aconselho:
O método básico de meditação (aqui os estágios preparatórios são diferentes. Particularmente, o que eu fiz foi Meditação da Contagem e depois entrei no estágio 2 desse método do Ajahn Brahm, a "Atenção Plena silenciosa no momento presente". Funcionou bem!)
A Qualidade da Atenção Plena
Preparando a mente para a Meditação da Respiração através do cultivo da alegria
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://sangha-online.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado



Mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Apresentação - Paulo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» Apresentação Jefté
» Apresentação de meu neto
» apresentaçao atrasada
» Apresentação atrasada
» Apresentação - Caique Freitas

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Budismo - Sangha Online :: Comunidade :: Apresentações-