Budismo - Sangha Online
DÚVIDAS SOBRE O BUDISMO?

Registre-se e nos envie sua pergunta que talvez possamos ajuda-lo, independente de sua religião!
Todos são bem-vindos para dialogarem e pesquisarem aspectos do Budismo. Registrando-se você poderá enviar suas dúvidas particularmente à Administração ou à Comunidade, como exemplos:

No Budismo não podemos ter desejos?
Como o Buddha comia carne? E o vegetarianismo?
O Nirvana é o vazio? É eterno e é uma extinção do ser?
O que significa não-eu? O Budismo é niilista?
O que é prazer no Budismo? E paz interior?
Budismo crê em Devas, logo ele é Politeísta?
No Budismo nos isolamos? Como se relacionar com pessoas?
Como meditar? Budismo crê em super-poderes?!
Posso praticar sem crer no renascimento?
Budismo é religião ou filosofia? Por que há tanta idolatria?


Dialogue sobre essas e outras questões aqui.


Comunidade dedicada a simpatizantes e seguidores (de todas as escolas) do Budismo, visando à pesquisa e ao diálogo. Participe!
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Se você já se registrou, apresente-se aqui e tire suas dúvidas sobre Budismo!
Registre-se para expor seus pontos de vista - isso independe de sua religião!
Bem-vindo
Bem-vindo ao Fórum Sangha Online!

Registre-se para dialogar com outras pessoas interessadas no Budismo e para ter acesso a todo o conteúdo para pesquisa sobre o mesmo.

Qualquer dúvida, ficaremos felizes em ajudar!
Últimos assuntos
» preciso de um esclarecimento aqui, por favor
por  frank Knarf
Seg 13 Nov 2017 - 21:35

» [Vídeo] O Fim do Mundo: Vidamorte
por  jean F Carvalho
Sab 28 Out 2017 - 22:10

» Sutra de Lótus / BSGI
por  Administrador
Qui 26 Out 2017 - 20:49

» Grupo, sobre Budismo, no Whatsapp
por  Buddho
Sab 21 Out 2017 - 22:23

» FELIZ NATAL! Mas... Budistas podem comemorar o Natal?
por  frank Knarf
Seg 16 Out 2017 - 11:14

» Sobre este Fórum: Dúvidas sobre o Budismo
por  Administrador
Sab 14 Out 2017 - 21:09

» apresentaçao
por  Administrador
Sab 14 Out 2017 - 20:23

» Dharma e Lamrim
por  Administrador
Dom 1 Out 2017 - 23:20

» Dúvida sobre a NÃO ação
por  Administrador
Dom 1 Out 2017 - 23:11

» Caridade baseada em desejos mundanos
por  Administrador
Dom 1 Out 2017 - 22:57

» Olá!!!!!
por  Administrador
Dom 1 Out 2017 - 22:45

» Novo por aqui!
por  Administrador
Dom 1 Out 2017 - 22:38

Geral
Quem somos
Regras Gerais
Apresente-se
Precisa de ajuda?
Por que Sangha Online?
O Básico do Budismo
Introdução ao Budismo
A Vida de Buda
Tire suas Dúvidas!
O que o Budismo não é
Como meditar
5 Preceitos para Virtude
Meditação altera genes
Dúvidas Frequentes
Budismo é religião?
Budismo é ateísta?
Como virar budista?
O que é Fé no Budismo?
Preciso ser vegetariano?
O que significa o Lótus?
Votação
Atualmente, qual preceito você tem mais dificuldade para manter?

 
Abstenção de matar intencionalmente.

 
Abstenção de tomar o que não foi dado (roubar).

 
Abstenção de conduta sexual imprópria.

 
Abstenção de linguagem incorreta.

 
Abstenção de tomar álcool e outros embriagantes.
Exibir resultados
Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante :: 1 Motor de busca

Nenhum






Compartilhe | .
 

 Plagio moderno dos ensinamentos do Buda

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Convidado

avatar


Mensagem Ter 23 Set 2014 - 12:53

Algo que a maioria das pessoas leva um tempo a perceber é que a maioria dos pseudo-gurus modernos copiaram muitos dos ensinamentos do Buda para poder dar uma impressão que o seu ensinamento é "power".

A maioria dos falsos gurus modernos ficam falando de iluminação, despertar, atenção no aqui e agora, meditação, vencer o falso ego, etc. Plagiam muita coisa do Budismo, mas o deturpam, misturando-o com sufismo, taoismo, hinduismo, cabala, cristianismo, etc. Assim, uma falsa doutrina, que nada mais é que uma salada de fruta, ou uma pitada de todo tipo de ensinamento religioso é criada.

Porque na verdade o Budismo é o ensinamento "religioso" mais profundo, mais sutil, mais psicológico e filosófico que existe. Não há outra religião na face da terra que tenha conseguido se aproximar do Budismo nestas questões, por isso muitas destas, para poder competir com o Budismo, como é o caso do hinduismo e do taoismo, tiveram de copiar ou plagiar o Budismo na maior cara de pau. Advaita Vedanta por exemplo, é Budismo disfarçado de vedanta (Gaudapada, o mestre do mestre de Shankara, foi um budista). A meditação taoista ou a organização do taoísmo em templos e monastérios é plagio do Budismo.

Precisamos deixar de ser ingênuos a ponto de ler ou ouvir um ensinamento do Castañeda, Gurdjieff, Eckarth Tolle, Krishnamurti, Osho, e acreditar que este ensinamento se parece muito com o Budismo. Não se parece, é copia descarada mesmo. E foi plagiado e modificado um pouco para parecer um ensinamento original.

O Buda Siddharta Gautama teve de renunciar ao convívio com a sua família e a sua confortável vida palaciana, colocou sua vida em risco ao praticar as formas mais rígidas de ascetismo de seu tempo, experimentou inúmeros tipos de meditação, e redescobriu por conta própria a atenção plena e a Vipassana. Agora, depois de 2.500 anos, fica fácil para qualquer sujeito, sem nenhum tipo de sacrifício pessoal, ir numa livraria ou biblioteca, ler os ensinamentos do Buda, e depois copiarem este ensinamentos, virarem "gurus" new age e fingirem que estes ensinamentos "são deles", ou que o seu ensinamento é "power".

Copiando o que o Buda disse, qualquer ensinamento moderno fica "power".
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado

avatar


Mensagem Ter 23 Set 2014 - 12:55

Um exemplo claro do plágio descarado em cima do Budismo é um video do You Tube onde o Krishnamurti dialoga com alguns Budistas. O video é dividido em 4 partes, mas na parte 1, o Dr. Rahula, um budista theravada, que percebeu a semelhança da maioria dos ensinamentos do Krishnamurti com os ensinamentos do Buda, ou seja, de onde o ensinamentos de Krishnamurti foram extraídos, explica, um a um, de que partes do cânone pali, ou de que tipo de ensinamento do Buda Gotama um determinado ensinamento do J. Krishnamurti foi copiado.

Krishnamurti foi treinado e educado desde pequeno para ser lançado como o "avatar" teosófico, o avatar da nova era, a "segunda vinda do Cristo", "Buda Maitreya", e o que mais você quiser. Ele fingiu criticar e romper com a sociedadade teosófica para dar um ar de "independente" ou "power", mas na verdade foi sustentado a vida toda pelos membros mais ricos da sociedade teosófica. Nunca precisou trabalhar, acordar cedo para ralar, como muitos de nós. Não. Tinha casa na Califórnia e na Índia, caríssimos carros da Mercedes, viagens, hospedagens em hotéis e palestras financiadas por membros da S.T., ternos dos mais fino corte, etc. Sentava embaixo de árvores frondosas para ensinar aos outros naquela pose estudada ao estilo Buda.

De forma contraditória e meio zen, dizia que não precisávamos de gurus, mas todo aquele que dá palestras e ensina algo aos outros como ele fazia é um professor ou guru. Dizia também que não precisamos de livros ou dos ensinamentos dos antigos sábios, mas criou uma fundação para imprimir seus livros e preservar seus ensinamentos e seus discursos. O mesmo que os antigos fizeram ao preservarem de forma oral e escrita os ensinamentos do Buda.

O "caso Krishnamurti" poderia até ser um tópico a parte devido a sutileza e refinamento da arte do plágio que este fatos alcançaram. Porém a forma mais objetiva de desmascarar este embuste, é descobrir de forma clara que Krishnamurti mentiu. E obviamente, alguém que mente não é confiável como mestre ou guia espiritual. Ele mentiu ao afirmar que jamais leu nenhum livro sobre os ensinamentos religiosos e espirituais dos povos antigos do oriente. Em vários testemunhos de quem lhe criou (Leadbeater) ou conviveu com este, afirmaram que ele leu o Dhammapada, obras de Budismo Zen e outras obras hinduistas e budistas. Charles Leadbeater
 chegou mesmo a afirmar que Krishnamurti havia se desviado do estudo do Budismo esotérico e sido tomado de "perigosas tendências zen".

Eis o vídeo (os primeiros 14:00 min), depois vem a falácia do "não comparar", "não se basear em nada" e por aí vai...  Quem estuda os livros dele não está por acaso se baseando nas palavras dele? Se um mestre não tem nenhum valor, então porque ele não foi para casa trabalhar e viver sua vida, em vez de viajar ao redor do globo para dar palestras e ensinamentos aos outros? Comparar não é algo natural? Como discernir entre o frio e o quente, ou entre uma marca e outra do que vamos comprar sem comparar? Basta apenas não se apegar de modo rígido à comparação.



Última edição por Mahinda em Ter 23 Set 2014 - 15:17, editado 4 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado

avatar


Mensagem Ter 23 Set 2014 - 13:20

Antes de seguir o Budismo de forma mais séria e ortodoxa, limitando-me apenas a meditação e as fontes mais antigas para o que o Buda ensinou: O cânone pali. Em minha juventude eu li tudo o que estes autores esotéricos ou nem age tinham a dizer. Porém, não obtive nenhum benefício das suas doutrinas confusas, que nada mais são do que fragmentos de ensinamentos jogados a esmo, sem nenhuma didática ou metodologia.  Isto é algo que qualquer um pode experimentar por si mesmo.

São anos enchendo a mente com fantasias, devaneios, "assuntos interessantes", mistérios e enigmas sem solução, etc. Até mesmo o famoso poeta português Fernando Pessoa, no seu "Livro do Desassossego", desabafa que largou fora dos estudos de rosacruscismo, alquimia, esoterismo, ocultismo e teosofia porque estes ensinamentos sempre o levavam a sentir que sempre estava a ponto de descobrir algo, que na verdade nunca chegava a descobrir. 

Eu li tudo isso em minha juventude. Apenas ocuparam a minha mente com fantasias que nunca me levaram a lugar nenhum, a algo de concreto, a uma mudança de fato em minha mente e minha vida. Li HPB, Eliphas Levi, Jorge Adoun, Gurdjieff , Castañeda, Osho, Krishnamurti, Idries Shah, etc.

Só uma coisa mudou para melhor de fato a minha mente, minha percepção e a minha vida: Estudar e praticar os ensinamentos do Buda Siddharta Gautama.

Falo isso por compaixão, porque sei que muita gente vai por este caminho, para que poupem sofrimentos desnecessários e a perda de tempo ao perceberem o que eu digo.

Façam esta experiência por si mesmos, como se fosse um desafio: Fiquem seis meses ou um ano apenas lendo este tipo de literatura, depois no semestre ou ano seguinte, façam apenas retiros de meditação Vipassana e fiquem apenas estudando os ensinamentos do Buda no cânone pali.

Sejam buscadores da verdade. Busquem como cientistas, com persistência, paciência e método. Tenham a mesma ousadia dos grandes desbravadores e dos grandes avantureiros. Façam este desafio, e depois venham aqui para contar o resultado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado

avatar


Mensagem Ter 23 Set 2014 - 14:55

Lembremos também, que copiar um ensinamento sem citar a fonte é considerado, segundo toda a lógica correta e justa, assim como, de forma correta no meio acadêmico, prova clara de falsidade intelectual por parte do autor, que tenta se engrandecer através dos méritos dos outros. Percebeu algo errado
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado



Mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Plagio moderno dos ensinamentos do Buda

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» Helen G Writte e os ensinamentos de demonios
» Casamento e Família no Mundo Moderno – a Vontade de Deus vs. a Vontade do Homem
» Budismo
» EU VIM PARA QUE TENHAM VIDA... João 10.10
» ESCOLA BÍBLICA - Estudos no livro de Daniel - todas as lições - Faça seu comentário.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Budismo - Sangha Online :: Comunidade :: Tire suas dúvidas sobre o Budismo-