Budismo - Sangha Online
DÚVIDAS SOBRE O BUDISMO?

Registre-se e nos envie sua pergunta que talvez possamos ajuda-lo, independente de sua religião!
Todos são bem-vindos para dialogarem e pesquisarem aspectos do Budismo. Registrando-se você poderá enviar suas dúvidas particularmente à Administração ou à Comunidade, como exemplos:

No Budismo não podemos ter desejos?
Como o Buddha comia carne? E o vegetarianismo?
O Nirvana é o vazio? É eterno e é uma extinção do ser?
O que significa não-eu? O Budismo é niilista?
O que é prazer no Budismo? E paz interior?
Budismo crê em Devas, logo ele é Politeísta?
No Budismo nos isolamos? Como se relacionar com pessoas?
Como meditar? Budismo crê em super-poderes?!
Posso praticar sem crer no renascimento?
Budismo é religião ou filosofia? Por que há tanta idolatria?


Dialogue sobre essas e outras questões aqui.


Comunidade dedicada a simpatizantes e seguidores (de todas as escolas) do Budismo, visando à pesquisa e ao diálogo. Participe!
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Se você já se registrou, apresente-se aqui e tire suas dúvidas sobre Budismo!
Registre-se para expor seus pontos de vista - isso independe de sua religião!
Bem-vindo
Bem-vindo ao Fórum Sangha Online!

Registre-se para dialogar com outras pessoas interessadas no Budismo e para ter acesso a todo o conteúdo para pesquisa sobre o mesmo.

Qualquer dúvida, ficaremos felizes em ajudar!
Últimos assuntos
» Grupo, sobre Budismo, no Whatsapp
por  matheus_ps
Ontem à(s) 0:26

» O Samsara
por  Erick
Qua 28 Jun 2017 - 12:46

» A Meditação e o Mosquito: Uma Reflexão Sobre Concentração e Virtude
por  Erick
Qua 28 Jun 2017 - 12:41

» A descrição de Arahants e Ariyas para Nirvana
por  Administrador
Dom 11 Jun 2017 - 8:07

» Bom dia - pergunta
por  Erick
Qui 1 Jun 2017 - 8:25

» Oferendas
por  Administrador
Sab 13 Maio 2017 - 13:54

» Meditação altera genes
por  Administrador
Sab 13 Maio 2017 - 13:16

» Sobre este Fórum: Fale sobre sua Experiência Meditativa
por  Administrador
Sab 13 Maio 2017 - 13:03

» Quem somos - Objetivos do Fórum
por  Administrador
Sab 13 Maio 2017 - 12:53

» Nova Tradição Kadampa [+Seita?]
por  Nyendrag Yeshe
Qua 10 Maio 2017 - 22:40

Geral
Quem somos
Regras Gerais
Apresente-se
Precisa de ajuda?
Por que Sangha Online?
O Básico do Budismo
Introdução ao Budismo
A Vida de Buda
Tire suas Dúvidas!
O que o Budismo não é
Como meditar
5 Preceitos para Virtude
Meditação altera genes
Dúvidas Frequentes
Budismo é religião?
Budismo é ateísta?
Como virar budista?
O que é Fé no Budismo?
Preciso ser vegetariano?
O que significa o Lótus?
Votação
Atualmente, qual preceito você tem mais dificuldade para manter?

 
Abstenção de matar intencionalmente.

 
Abstenção de tomar o que não foi dado (roubar).

 
Abstenção de conduta sexual imprópria.

 
Abstenção de linguagem incorreta.

 
Abstenção de tomar álcool e outros embriagantes.
Exibir resultados
Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum






Compartilhe | .
 

 [Vídeo] Gunaratana fala sobre Jhana e seu papel na prática

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Administrador

Admin
avatar

Masculino
Local : SP
Define-se budista? : Sim
Mensagens : 472

Mensagem Sex 30 Ago 2013 - 20:28

Gunaratana fala sobre Jhana e seu papel na prática
Henepola Gunaratana, um monge conhecido da Escola Theravada, concede uma entrevista acerca de Jhana, estados de meditação e absorção profundos, que constitui o ápice do Nobre Caminho Óctuplo, samma-samadhi (Concentração Correta).
Consistindo de um assunto polêmico, os Jhanas estão sempre envolvidos no debate se eles seriam necessários ou não para realizar o Nirvana ou, pelo menos, a Entrada na Correnteza (o estado de Sotapanna). Para acabar com essa confusão e receber orientações desde o início de como atingir tais estados meditativos a partir da Meditação da Respiração, ouça o que Gunaratana diz no vídeo abaixo:
Ative as legendas em inglês, se necessário.
O vídeo possui apenas legendas em inglês. Se você não souber o idioma, confira a tradução disponibilizada pelo fórum logo abaixo.

[00:00] Questão: O que é Jhana? Por Bhante G,
[00:06] Bhante H. Gunaratana: Jhana é concentração1. Uma mente com intenções hábeis ou com o propósito único de beneficiar está em Jhana, estado esse que tem seus próprios fatores. Para atingir Jhana, uma pessoa tem de superar obstáculos como: cobiça, raiva, preguiça e torpor, inquietação e ansiedade, e dúvida. Esses são os chamados Cinco Obstáculos2. Eles são obstáculos porque eles impedem e obstruem a obtenção de Concentração. Portanto, um indivíduo deve superá-los a fim de realizar Jhana.
1 No Magga-vibhanga Sutta, o Buda deixa claro o que significa Samma-samadhi, Concentração Correta, o último fator do Nobre Caminho Óctuplo: "E o que é concentração correta? Aqui, monges, um monges afastado dos prazeres sensuais, afastado das qualidades não hábeis, entra e permanece no primeiro jhana [...]".
2 Nivarana, que em páli representa os Cinco Obstáculos que impedem o desenvolvimento de Samadhi. Bhante Gunaratana usou palavras semelhantes as que usamos para designar tais bloqueios, que são: Desejo Sensual (kama-cchanda), que consiste na cobiça por prazeres provenientes do mundo dos cinco sentidos, que são desligados durante Jhana; Má Vontade (Vyapada), que consiste na aversão por aquilo que não gostamos ou não queremos conosco; Preguiça e Torpor (thina-middha), obstáculo esse que representa o estado de desânimo e cansaço corporal e mental que atrapalha no nosso discernimento acerca da realidade; Inquietação e Ansiedade (uddhacca-kukkucca), o contrário de Preguiça e Torpor, consistindo no estado corporal e mental agitado que não consegue se acalmar para discernir as coisas; e a Dúvida (vicikiccha), o estado em que a mente sempre está querendo explicações fora da hora adequada ou quando ela está perdida e desorientada, sem saber como agir.
[01:13] Quando esses obstáculos são superados, eles, na verdade, são apenas mantidos em compartimentos sem terem sido completamente destruídos. Entretanto, a sua ausência temporária permite o surgimento dos fatores de Jhana que são: pensamento sustentado, pensamento aplicado, êxtase, felicidade e concentração. No instante em que esses fatores trabalham juntos em união, como um time, a mente desenvolve uma concentração de qualidade muito boa e alta. Esse estado de uma mente imersa em concentração altamente qualitativa é chamado de Jhana. Essa é a realização de Jhana. Esse estado, em si mesmo, é chamado Jhana.
[02:11] Questão: Qualquer um pode realizar Jhana?
[02:17] Bhante H. Gunaratana: Qualquer um pode realizar Jhana, contanto que a pessoa tenha tempo e seja dedicada à prática diária, realizando-a de forma regular consistentemente e na postura sentada. Você não pode alcançar Jhana quando você estiver caminhando, conversando, correndo, jogando jogos, nadando e assim por diante. Você está fisicamente e mentalmente muito ocupado. Você tem de estar em um lugar silencioso e isolado, e você deve estar num estado muito pacífico e relaxado num local onde não haja barulho. Claro que nós não podemos encontrar lugares completamente silenciosos, mas os ruídos devem ser mínimos.
[03:22] Esse é o motivo pelo qual a solidão é absolutamente necessária para ganhar concentração – você tem que encontrar um local quieto, uma casa vazia ou mesmo em seu próprio quarto você deve desligar seu celular, seus telefones, computadores, TVs e assim por diante. Se você tiver animais de estimação, como cachorros, que fazem barulho, você poderia fazer com que eles se sentassem calmamente, pois alguns cachorros são muito cooperativos e obedientes... Logo, você tem de criar uma atmosfera pacífica, silenciosa e meditativa e, assim, sentar em uma posição confortável.
[04:20] Claro que a melhor dentre as posturas que são confortáveis é a postura de Lótus que é chamada de Postura do Diamante. Quando você estiver nessa postura, você tem que fechar os seus olhos e fazer uma espécie de análise do seu corpo para estar consciente de onde a cabeça está, onde os ombros estão, o quão ereto o corpo está. Quando você tiver feito essa inspeção, feche seus olhos e comece a prática.
[04:58] Se devido aos obstáculos você cair no sono e torpor, você provavelmente deverá se inclinar para frente, para trás ou para o lado, especialmente quando tudo estiver confortável: as almofadas são confortáveis, a sala tem ar condicionado, não há barulho e sua postura está ajustada. Pode acontecer de você vir a ter um tipo de desumidificador num dia úmido ou um umidificador se for um dia seco, entre outros... Isso é trabalhar de forma muito suave, fazendo tudo quieto, calmo e pacífico numa posição silenciosa. Essa é a atmosfera na qual você consegue praticar Jhana.
[06:02] Como eu costumo dizer, você tem de se concentrar em algum assunto quando você mantém o corpo ereto para conseguir Jhana. Há vários tópicos, o mais fácil que nós recomendamos é a sua própria respiração – você fecha os seus olhos, foca sua mente na sua respiração e dá algumas poucas respirações profundas para perceber a sensação de respirar1. Você pode sentir isso em algum lugar da sua área nasal. Você não tem que forçar para observar o local em que a respiração toca. A fim de conseguir concentração, entretanto, você tem de descobrir um único lugar onde sua respiração toque ao entrar e ao sair para focar sua mente nisso. Quando você achar o local, sejam os aros das narinas, a ponta do nariz, o lábio superior ou o interior das narinas entre seus olhos, foque sua mente nele exclusivamente, sem pensar em qualquer outra coisa e sem buscar detalhes da respiração para descrições - simplesmente esteja consciente do local de toque da sensação da respiração e mantenha sua mente no foco2.
1 Aqui, Gunaratana faz menção a Anapanasati, a Meditação da Respiração que, de fato, é a mais recomendada e praticada em todas as Escolas Budistas.
2 O local escolhido depende das preferências e tendências subjacentes de cada um. Logo, o praticante deve experimentar Anapanasati por si mesmo e escolher o local que for mais agradável e, assim, mais propício para o desenvolvimento da concentração.
[07:27] À medida que a mente se une à respiração, seus obstáculos podem vir a se tornar ativos, especialmente Preguiça e Torpor. Quando você tiver superado isso, pode ser que surja seu oposto, como Inquietação e Ansiedade. Quando você derrota esse, então, algumas vezes, a cobiça ou o desejo, o apego, podem nascer na mente. Se você se treinar para superar isso, a raiva ou o ressentimento podem surgir. Quando você tiver superado todos eles, você ainda pode possuir certas dúvidas, mas você as supera. Superar esses obstáculos fica mais fácil quando você adota uma posição confortável.
[08:21] Logo, pensamento sustentado nasce. O pensamento sustentado consiste no pensamento de altruísmo, compaixão e desapego. Isso é o que chamamos de generosidade, o que significa que você não tenta segurar coisa alguma! O que quer que surja em sua mente você pode ver isso desaparecer, você consegue deixar isso ir embora sem tentar ficar pendurado nisso.
[08:53] Esses três tipos de pensamentos benéficos começam nascendo de uma maneira muito sistemática, isso significa sem qualquer obstáculo. Generosidade é contra a cobiça, que é um dos obstáculos. E compaixão é contra a crueldade, se desapegar disso faz parte do obstáculo da Má Vontade. Esses são os lindos pensamentos que começam a ser ativados nesse momento: você se sente se desapegando de todas as coisas, você sente compaixão por todos os seres vivos e um sentimento altruísta por todos os eles. Essa é uma experiência maravilhosa para conseguir concentração e isso permanece na mente. Isso é pensamento sustentado.
[10:17] Logo, devido a sua presença na mente por certo período de tempo, você experimenta êxtase. Quando esse êxtase aumenta gradualmente, você obtém felicidade. E quando felicidade é intensificada gradualmente, ela fica muito forte. Felicidade é contentamento estabelecido numa mente silenciosa em que você sente satisfação, expressa em forma de felicidade. Só então você ganha concentração. Assim, para conseguir concentração, você tem de seguir esses passos – quando você ganhar esse tipo de concentração, tal realização é chamada de Jhana.
[11:14] Questão: Jhana é necessário para a realização (de Nirvana)?
[11:21] Bhante H. Gunaratana: A concentração de Jhana é necessária, isso quer dizer concentração de uma qualidade muito alta. Você obtém essa concentração quando você supera os obstáculos – com eles, você não pode alcançar a Libertação ou Iluminação ou mesmo a Entrada na Correnteza1. Mesmo para realizar a Entrada na Correnteza você tem de ter uma alta qualidade de concentração que pode ser Jhana ou que pode não ser Jhana. Por exemplo: quando você está ouvindo um discurso do Dharma, sua mente está totalmente preocupada com a mensagem do ensinamento. Devido a isso você se sente muito relaxado, agradável e feliz enquanto escuta à palestra do Dharma. Assim você ganha concentração e é isso que o coloca no caminho, atingindo a Entrada na Correnteza. Mas com Jhana, a realização da Entrada na Correnteza e assim por diante é mais fácil. Sem Jhana, você tem de ter experiência meditativa prévia. Se você não tiver feito qualquer meditação para limpar e purificar sua mente e para entender o Dharma como ele é ensinado, você não será capaz de conseguir concentração ou a Entrada na Correnteza.
1 A Entrada na Correnteza é o primeiro estágio da Iluminação. Buda dividiu o caminho para o Nirvana em 4 Estágios, na seguinte ordem crescente: Sotapanna (Aquele que entrou na correnteza), Sakadagami (Aquele que retorna uma vez), Anagami (Aquele que não retorna), Arahant (o digno, aquele que realizou Nirvana). Se alguém alcançar pelo menos o estado de Sotapanna, ele tem a garantia de que alcançará a Iluminação no máximo em até 7 vidas, visto que para entrar na correnteza que flui inevitavelmente para Nirvana, por isso o nome Sotapanna, Insights poderosos e irreversíveis devem ser realizados.
[13:09] Portanto, ou você tem quantidades extraordinárias de experiências acumuladas de práticas passadas ou você tem de ganhar os Jhanas para alcançar a Entrada na Correnteza. Então, a realização em si mesma de Jhana não é necessária para o atingimento da Entrada na Correnteza, mas a concentração tem de ser de qualidade elevada próxima àquela da concentração dos Jhanas.
[13:43] Questão: Concentração Correta é...
[13:49] Bhante H. Gunaratana: Na realidade, concentração correta é explicada em termos de Quatro Jhanas. Então, há uma verdade quando eu costumo dizer que você tem de ter a concentração de Jhana para atingir a Entrada na Correnteza, a concentração do Jhana é samma-samadhi, o último passo do Nobre Caminho Óctuplo1. Samma-samadhi, em seu sentido completo, é, obviamente, a realização dos Quatro Jhanas. Mesmo para conseguir uma concentração altamente qualitativa que não seja Jhana você tem de seguir o Nobre Caminho Óctuplo a fim de conseguir Concentração Correta. Assim, depois de seguir o Nobre Caminho Óctuplo, você estará pronto para realizar a Entrada na Correnteza no momento em que a mente estiver altamente concentrada. Nós temos muitos exemplos na vida de prática budista, na vida de pessoas leigas ou de monges, que estavam ouvindo o Dharma e realizaram a Iluminação, como: Bahiya Daru Chiriya, Upali, Anna Kondanna e assim por diante, enquanto o Buda estava dando o sermão. No final do sermão, todos eles alcançaram a Entrada na Correnteza ou mesmo alguns se tornaram Arahants. Mas eles desenvolveram as suas mentes e praticaram o Nobre Caminho Óctuplo várias vezes por muito tempo. Naqueles momentos, as mentes deles estavam muito claras, puras, fortes e poderosas, eles tinham essa qualidade de Concentração Correta que, é claro, era pelo menos a concentração do Jhana.
1 O Nobre Caminho Óctuplo consiste de oito passos, como o próprio nome implica, na seguinte ordem: Entendimento Correto (samma-ditthi), Pensamento Correto (samma-sankappo),  Linguagem Correta (samma-vaca), Ação Correta (samma-kammanto), Meio de Vida Correto (samma-ajivo), Esforço Correto (samma-vayamo), Atenção Plena Correta (samma-sati), Concentração Correta (samma-samadhi).
[16:23] Há um discurso chamado “Atthakanagara Sutta” no Majjhima Nikaya1. Nesse Sutta o Venerável Ananda apontou ou instruiu Nagara, seu nome, a realizar a Entrada na Correnteza a partir do primeiro Jhana. Assim, alguns comentaristas, como Buddhaghosa, dizem que você precisa da concentração de acesso (para a realização do estado de Sotapanna), concentração desenvolvida muito próxima da realização do primeiro Jhana, esse nível também é muito puro, forte e poderoso. Mas isso não é poderoso assim como a Concentração em si mesma, mas ainda assim é poderoso o suficiente para penetrar a verdade para atingir a Entrada na Correnteza2.
1 Você pode ler o Atthakanagara Sutta no acessoaoinsight clicando aqui. Bhante Gunaratana diz que o nome daquele que recebeu a instrução de Ananda é Nagara, mas na verdade ele veio de Atthakanagara, pode ser que Bhante G. tenha se confundido.
2 Concentração de acesso é o estado meditativo que precede Jhana. Bhante Henepola Gunaratana quis dizer que tal concentração não é tão poderosa quanto Jhana, mas é suficiente para a realização da Entrada na Correnteza. Apesar disso, somente depois de realizar Jhana que uma pessoa pode alcançar a Iluminação total e, assim, o último estágio de Iluminação: Arahant.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://sangha-online.forumeiros.com
 

[Vídeo] Gunaratana fala sobre Jhana e seu papel na prática

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» A Bíblia fala sobre a rainha dos céus!
» O QUE OS IRMÃOS PENSAM SOBRE O LIVRO DE ENOQUE?
» UMA ANÁLISE SOBRE A PREDESTINAÇÃO E PRESERVAÇÃO DA SALVAÇÃO
» Astronauta brasileiro fala sobre a vida sobre a Terra.
» O que Jesus diz sobre casamento e separação

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Budismo - Sangha Online :: Estudos sobre a Meditação e Prática Budista :: Introdução à Meditação-