Budismo - Sangha Online
DÚVIDAS SOBRE O BUDISMO?

Registre-se e nos envie sua pergunta que talvez possamos ajuda-lo, independente de sua religião!
Todos são bem-vindos para dialogarem e pesquisarem aspectos do Budismo. Registrando-se você poderá enviar suas dúvidas particularmente à Administração ou à Comunidade, como exemplos:

No Budismo não podemos ter desejos?
Como o Buddha comia carne? E o vegetarianismo?
O Nirvana é o vazio? É eterno e é uma extinção do ser?
O que significa não-eu? O Budismo é niilista?
O que é prazer no Budismo? E paz interior?
Budismo crê em Devas, logo ele é Politeísta?
No Budismo nos isolamos? Como se relacionar com pessoas?
Como meditar? Budismo crê em super-poderes?!
Posso praticar sem crer no renascimento?
Budismo é religião ou filosofia? Por que há tanta idolatria?


Dialogue sobre essas e outras questões aqui.


Comunidade dedicada a simpatizantes e seguidores (de todas as escolas) do Budismo, visando à pesquisa e ao diálogo. Participe!
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Se você já se registrou, apresente-se aqui e tire suas dúvidas sobre Budismo!
Registre-se para expor seus pontos de vista - isso independe de sua religião!
Bem-vindo
Bem-vindo ao Fórum Sangha Online!

Registre-se para dialogar com outras pessoas interessadas no Budismo e para ter acesso a todo o conteúdo para pesquisa sobre o mesmo.

Qualquer dúvida, ficaremos felizes em ajudar!
Últimos assuntos
» FELIZ NATAL! Mas... Budistas podem comemorar o Natal?
por  frank Knarf
Ontem à(s) 11:14

» Sobre este Fórum: Dúvidas sobre o Budismo
por  Administrador
Sab 14 Out 2017 - 21:09

» apresentaçao
por  Administrador
Sab 14 Out 2017 - 20:23

» Dharma e Lamrim
por  Administrador
Dom 1 Out 2017 - 23:20

» Dúvida sobre a NÃO ação
por  Administrador
Dom 1 Out 2017 - 23:11

» Caridade baseada em desejos mundanos
por  Administrador
Dom 1 Out 2017 - 22:57

» Olá!!!!!
por  Administrador
Dom 1 Out 2017 - 22:45

» Novo por aqui!
por  Administrador
Dom 1 Out 2017 - 22:38

» Professores leigos
por  Administrador
Dom 1 Out 2017 - 21:20

» Grupo, sobre Budismo, no Whatsapp
por  DiegoCB
Ter 26 Set 2017 - 16:17

» Dúvida sobre a iluminação..
por  buscosabedoria
Dom 24 Set 2017 - 7:38

» O que a prática Budista é e não é
por  Caroline Paiva
Sex 22 Set 2017 - 17:01

Geral
Quem somos
Regras Gerais
Apresente-se
Precisa de ajuda?
Por que Sangha Online?
O Básico do Budismo
Introdução ao Budismo
A Vida de Buda
Tire suas Dúvidas!
O que o Budismo não é
Como meditar
5 Preceitos para Virtude
Meditação altera genes
Dúvidas Frequentes
Budismo é religião?
Budismo é ateísta?
Como virar budista?
O que é Fé no Budismo?
Preciso ser vegetariano?
O que significa o Lótus?
Votação
Atualmente, qual preceito você tem mais dificuldade para manter?

 
Abstenção de matar intencionalmente.

 
Abstenção de tomar o que não foi dado (roubar).

 
Abstenção de conduta sexual imprópria.

 
Abstenção de linguagem incorreta.

 
Abstenção de tomar álcool e outros embriagantes.
Exibir resultados
Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum






Compartilhe | .
 

 O que a prática Budista é e não é

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Administrador

Admin
avatar

Masculino
Local : SP
Define-se budista? : Sim
Mensagens : 484

Mensagem Dom 30 Jun 2013 - 7:37

Aconselho a ler primeiro "O que a prática não é", e depois comparar, um a um, as definições do que a prática não é com, respectivamente, o que ela é.
O que a prática não é
1- A prática Budista não existe apenas para tornar sua vida e/ou morte melhores.
2- A prática Budista não visa apenas à Felicidade, tampouco à Infelicidade.
3- A prática Budista não visa apenas funcionar como uma terapia, como um antídoto ao Stress.
4- A prática Budista não busca torna-lo alguém Indiferente, cego à violência em vigência no mundo.
5- A prática Budista não é uma religião disfarçada e sequer pode ser limitada como uma filosofia.
6- A prática Budista não necessita de prover acesso a Entidades Superiores.
7- A prática Budista não admite existência de um ser autônomo todo poderoso a quem podemos lançar a responsabilidade pela nossa salvação.
8- A prática Budista não tem como foco disponibilizar uma Filosofia fixa.
9- A prática Budista não requer fé cega de ninguém.
10- A prática Budista não é niilista nem eternalista.
11- A prática Budista não busca torna-lo um solitário, isolado do mundo.
12- A prática Budista não é materialista, tampouco espiritual.
13- A prática não é, em sua essência, ascética - ela não requer que você abandone suas posses. Ela não exige automortificação.
14- A prática Budista não é elitista e luxuosa. Ela não exige que você seja rico, intelectual ou provido de bom status.
15- A prática Budista não objetiva obter Poderes Supra-Humanos.
16- A prática Budista não consiste em regras morais que devem ser estritamente seguidas.
17- A prática Budista não o torna alguém eufórico, tampouco passivo.
18- A prática Budista não busca garantir estadia em Paraísos Eternos - aliás, o Budismo não diz que eles existem.
19- A prática Budista não busca obter algo, conquistar algo, sequer fazê-lo se tornar alguém.
20- Por fim, a prática Budista não tem como objetivo algo Condicionado, facilmente descrito pelas palavras, cujo sistema linguístico oscila em seus dois extremos, com seus sinônimos e antônimos. Não é algo que pode ser compreendido por meio da reflexão ou da especulação filosófica e não é condicionado porque não depende de alguma outra coisa para existir - se assim fosse, o objetivo do Budismo seria algo incerto, impermanente e inseguro. 


Última edição por Administrador em Qui 1 Ago 2013 - 19:27, editado 12 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://sangha-online.forumeiros.com
Administrador

Admin
avatar

Masculino
Local : SP
Define-se budista? : Sim
Mensagens : 484

Mensagem Dom 30 Jun 2013 - 7:46

O que a prática é
1- A prática Budista existe para você compreender e aceitar a vida e a morte, o inspirar e o expirar, o surgir e o cessar de tudo o que existe.
2- A prática Budista visa à Paz - a cessação da confusão, o sentimento livre das oscilações da dualidade Felicidade-Infelicidade.
"Certa vez perguntaram a Ajahn Chah o que era Paz. Ele perguntou e respondeu: 'O que é a Confusão? Bem, Paz é o fim da Confusão.'"
3- A prática Budista busca funcionar como um meio de conhecer tanto stress como tranquilidade e conciliar-se com ambos.
4- A prática Budista busca torna-lo paciente e sensato, capaz de discernir quando deve ou não agir, busca ensiná-lo a agir não por pressão ou com o intuito de parecer um herói, mas de fazer o que deve ser feito - inclusive quando isso implicar que não fazer nada será melhor, pois muitos têm dificuldade para admitirem que não devem interferir em certos assuntos da vida. Busca estabelecer uma Paz Interior capaz de enxergar com clareza como agir no caos exterior.
5- A prática Budista é um conjunto de Doutrinas e Rituais, portanto é Filosofia, é Religião e é mais do que isso - é a tradução de como ver o funcionamento da mente humana por si mesmo.
6- A prática Budista, apesar de poder ser uma via a entidades Divinas, tem como intuito essencial somente prover acesso à Equanimidade (não indiferença), o solo fértil da Sabedoria, capaz de discernir a realidade dentre o véu da ignorância, raiva e apego.
7- A prática Budista exige investigação constante dos fenômenos, memorização do que valer a pena lembrar e percepção de que tudo é interdependente, interligado - nada é autossuficiente ou onipotente.
8- A prática Budista tem como foco a falta de foco - tem como objetivo abrir os olhos para a impermanência do que se apresentar no instante, fazer o praticante enxergar que nada é fixo.
9- A prática Budista requer investigação e que, através de indícios, o praticante possa perceber cada vez mais a Paz Suprema no aqui e agora.
Quando perguntado por um Monge como o Nirvana poderia ser visível no aqui e agora, o Buda diz que quando ele percebe como está sua mente - o Dharma está visível. Quando ele se desapega do Dharma e compreende que o abandono de estados maléficos traz Paz, que o abandono do apego ao bom traz Contentamento, o Nirvana é visível no aqui e agora "com efeito imediato, que convida ao exame, que conduz para adiante, para ser experimentado pelos sábios por eles mesmos".
10- A prática Budista é a forma de perceber a transformação constante do mundo - mostrando que nada dura para sempre. Ao mesmo tempo, a prática Budista reconhece leis Morais - reconhece que algo rege as relações éticas e que todos arcaremos com nossas ações, seja nesta vida ou em uma próxima. Não podemos escapar de nossas responsabilidades.
11- A prática Budista busca conhecer a companhia e o isolamento externos e internos - busca conhecer todos os aspectos do mundo, a interligação e a solidão, e transcende-los. Além disso, busca manter o isolamento interior correto, busca manter a mente imune aos acontecimentos externos - assim, o praticante terá mais capacidade de agir no mundo sem ser influenciado por ele, sem se apegar às companhias ou ser aversivo a elas.
12- A prática Budista requer conhecimento e transcendência de ambos o material e o espiritual. Requer o Desapego de ambos por serem igualmente Anicca, impermanentes.
13- A prática é, em sua essência, o abandono dos venenos na Mente. Ela exige treinamento da própria Mente. Havendo o abandono da Cobiça e Luxúria, o abandono de posses e a adoção de uma vida mais simples podem surgir espontaneamente.
14- A prática Budista é simples. As ferramentas necessárias para a investigação estão dentro de cada um. Não são necessários estátuas, amuletos e templos.
15- A prática Budista objetiva enxergar tudo o que surgir na mente e perceber como tudo o que surge, cessa. Busca entender, assim, que tudo é limitado - inclusive poderes supra-humanos.
16- A prática Budista consiste em experimentar seguir regras virtuosas, sentir, compreender e só então segui-las por compreensão de seus benefícios, não por fé fundamentalista, mas fundamentada.
17- A prática Budista o torna como uma Flor de Lótus - assim como ela está sob a água e a lama, mas não é molhada nem sujada, a prática busca transformar a Mente como algo que vê a alegria e a melancolia mas não é afetada por ambas.
18- A prática Budista busca trazê-lo ao agora. Busca ensiná-lo a ser contente com o que se apresentar no instante e não a desejar estar em outro lugar: isso é sofrer.
19 A prática Budista busca fazê-lo largar tudo o que acha que possui, fazê-lo 'desidentificar' com tudo o que acha que é, limpar toda a névoa que obscurece a realidade mental - busca purifica-lo de todas as suas opiniões e preconceitos para que possa estar aberto a enxergar a realidade de que tudo é apenas o conjunto de fenômenos que começam e terminam.
"Sua mente é como essa xícara de chá: ela está transbordando de opiniões e não está receptiva ao ensinamento do Dharma. Se quer entender o Zen, esvazie a xícara." - Ditado Zen-Budista
20- A prática Budista tem como objetivo, enfim, o Incondicionado - aquilo que está acima das condições, aquilo que não pode ser descrito por palavras e que não depende de condições, por consistir na cessação dela. O objetivo é aquilo que só pode ser apontado pela Linguagem Mundana, mas jamais compreendido sem a prática instantânea e constante.
(Buda): “Entre todas as qualidades que possam haver, condicionadas ou não condicionadas, a qualidade do desapego – a subjugação do encantamento, a eliminação da sede, o desenraizamento do apego, o rompimento do ciclo, a destruição do desejo, desapego, cessação, nirvana – é considerada suprema. Aqueles que têm fé¹ na qualidade do desapego têm fé naquilo que é supremo; e para aqueles que têm fé no que é supremo, supremo será o resultado." (Aggappasada Sutta)

¹ Importante ressaltar que a fé tratada não é a Fé cega, mas é a fé que vai se desenvolvendo quando se percebe, no decorrer da prática, que quanto mais se desapega, mais pacífica fica a mente - então os indícios fazem você acreditar cada vez mais que o Desapego é supremo. Mas essa fé não é concretizada até a realização do objetivo final. É uma fé que acompanha a prática e cresce junto com ela. Tal fé só será definitiva quando a prática tiver sido definitivamente completada. Para entender melhor o conceito de fé budista, leia: O equilíbrio entre a fé e a investigação no Budismo.


Última edição por Administrador em Qua 7 Ago 2013 - 8:25, editado 6 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://sangha-online.forumeiros.com
Administrador

Admin
avatar

Masculino
Local : SP
Define-se budista? : Sim
Mensagens : 484

Mensagem Seg 1 Jul 2013 - 8:38

O que a prática é para você? ^-^
(Fiz post triplo porque o Tópico era grande e eu separo postagem informal daquela que constitui o assunto do Tópico).
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://sangha-online.forumeiros.com
pierrot

Discípulos
avatar

Masculino
Define-se budista? : Sim
Mensagens : 31

Mensagem Sex 13 Jan 2017 - 16:09

A prática, para mim, é estar presente no momento. É silenciar a minha mente e evitar o mal no meu coração.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Caroline Paiva

Discípulos
avatar

Feminino
Idade : 23
Define-se budista? : Sim
Mensagens : 2

Mensagem Sex 22 Set 2017 - 17:01

Que texto magnifico, estou lendo tudo e aprendendo muito. Muito obrigadaa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado



Mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

O que a prática Budista é e não é

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» Livro para Olimpíadas de matemática
» Média Aritmética
» Análise matemática - (bases)
» Eletrostática 2
» Progressão aritmética.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Budismo - Sangha Online :: Comunidade :: Fale sobre sua Prática Diária-